Atendimento

(11) 2372-6352

Companhia aérea Gol (GOLL4) busca recuperação judicial nos EUA

Saiba como isso vai mudar sua vida

A Gol é uma das empresas mais famosas quando se fala em aviação, ao menos no Brasil. Recentemente, a organização surpreendeu investidores ao anunciar, no dia 25/01 (quinta-feira), que sua matriz principal e subsidiárias entrariam com um pedido de recuperação judicial nos EUA.

Segundo o comunicado oficial emitido pela instituição, isso serviria para fortalecer sua posição financeira e que isso não comprometeria nenhum voo, uma vez que todos os trajetos estariam operando normalmente, segundo a programação original.

Além disso, eles também informaram que, nos Estados Unidos, este tipo de processo recebe o nome de “Chapter 11“, e o procedimento se iniciará por um compromisso de financiamento de US$ 950 milhões, na categoria “debtor in possession” (DIP), por pessoas do Grupo Ad Hoc de bondholders da holding Abra e outros bondholders da Abra.

Reflexões do ocorrido no mercado de ações

Este acontecimento repercutiu também no mundo dos investimentos e as ações da gigante da aviação tiveram sua negociação interrompida na B3 até as 17h24. Até aquele momento, os papéis estavam sendo vendidos a R$ 6,65 e apresentavam estabilidade durante o dia.

Seguidamente, quando as negociações retornaram no mercado de ações, houve uma queda de 2,26% no preço dos ativos, que passaram a valer R$ 6,50, fechando o período com 3,16% de diminuição, sendo cotados a R$ 6,44 até o fechamento das operações diárias.

A firma ainda ressalta que o “Chapter 11” se trata de um processo legal nos EUA e é comumente utilizado por companhias que desejam proteger suas operações, levantar capital e implementar reestruturações no longo prazo, enquanto continuam a funcionar de maneira normal.

“A Gol inicia o processo legal nos Estados Unidos com um compromisso de financiamento de US$ 950 milhões, na modalidade “debtor in possession” (“DIP”) por membros do Grupo Ad Hoc de Bondholders da Abra e outros Bondholders da Abra”, informou, destacando que buscará acesso a esse financiamento como parte da audiência do Primeiro Dia com o Tribunal dos EUA, prevista para os próximos dias.

Este financiamento deverá ser aprovado judicialmente e, em conjunto com os valores gerados pelas operações da corporação, irá fornecer a liquidez necessária para apoiar as operações que seguem no mesmo ritmo de antes durante todo o procedimento.

“A companhia espera sair desse processo com um investimento significativo de capital, incluindo os novos US$ 950 milhões em financiamento DIP, posicionando-a para expandir sua posição como Companhia aérea líder na América Latina”, afirmou.

Fonte original do artigo

Compartilhe

Precisa organizar sua contabilidade?

Fale Conosco

Success
Formulário enviado com sucesso!
Campo obrigatório
Campo obrigatório
Campo obrigatório
  • Cálculo Trabalhista
  • Certificado Digital
  • Imposto de Renda (IRPF)
  • Folha Doméstica
  • BPO Financeiro
  • Legalização de Empresas
  • Assessoria Trabalhista
  • Departamento Fiscal
  • Departamento Contábil
  • Assessoria Contábil
  • Outros Assuntos
Campos Obrigatórios
Campo obrigatório