Atendimento

(11) 2372-6352

guia completo de cultivo dessa espécie delicada para um jardim angelical

guia completo de cultivo dessa espécie delicada para um jardim angelical

A Angélica, cientificamente conhecida como Polianthes tuberosa, é uma planta encantadora conhecida por suas flores perfumadas e elegância. Cultivar essa flor exige atenção aos detalhes e cuidados específicos.

Aprenda tudo o que você precisa saber para ter sucesso no cultivo da Angélica em seu jardim, desde o plantio até a manutenção contínua.

Fonte: Lanywati/Shutterstock

Como cultivar a Angélica

Escolha do local

Antes de começar, selecione um local que receba luz solar direta. A Angélica prospera em pleno sol, garantindo um desenvolvimento saudável e uma exibição exuberante de flores.

Certifique-se de que o solo tenha boa drenagem para evitar o acúmulo de água, o que pode ser prejudicial às raízes.

Época de plantio

O momento ideal para o plantio da Angélica é na primavera, após o último risco de geada ter passado. Isso permite que a planta estabeleça raízes fortes antes do período de crescimento ativo.

Método de plantio

Plante os bulbos da Angélica a uma profundidade de cerca de 10 a 15 centímetros, garantindo que a ponta afiada do bulbo esteja voltada para cima. Deixe pelo menos 15 centímetros de espaço entre cada bulbo para permitir um crescimento adequado.

Rega adequada para a espécie

A Angélica aprecia solo úmido, mas não encharcado. Regue regularmente, mantendo o solo uniformemente úmido durante o período de crescimento ativo. Reduza a rega gradualmente após o florescimento, permitindo que a planta entre em seu período de dormência.

Fertilização estratégica para estimular o crescimento

Aplicar um fertilizante equilibrado antes do plantio e durante a estação de crescimento ajuda a fornecer os nutrientes necessários. Escolha um fertilizante com uma proporção equilibrada de nitrogênio, fósforo e potássio para estimular o crescimento saudável das folhas e o florescimento exuberante.

Manutenção para uma Angélica próspera

Remoção de flores desbotadas

Para prolongar a temporada de floração da Angélica, remova regularmente as flores desbotadas. Isso direciona a energia da planta para o desenvolvimento de novos botões florais, garantindo uma exibição contínua de flores perfumadas.

Proteção contra pragas e doenças

Mantenha um olhar atento para possíveis pragas, como ácaros ou pulgões, e trate-os imediatamente para evitar danos significativos. Além disso, certifique-se de plantar em solo bem drenado para reduzir o risco de doenças fúngicas.

Colheita

Quando as flores da Angélica estão totalmente abertas e perfumadas, é hora de colhê-las. Use tesouras de poda limpas para cortar os caules perto da base. Colha durante os dias frescos ou ao amanhecer ou anoitecer para preservar a frescura e o aroma.

Armazenamento

Mantenha as flores da Angélica em um local fresco e seco. Se desejar preservar o aroma, pode-se secar as flores. Pendure os caules de cabeça para baixo em um local escuro e ventilado até que estejam completamente secos.

Fonte original do artigo

Compartilhe

Precisa organizar sua contabilidade?

Fale Conosco

Success
Formulário enviado com sucesso!
Campo obrigatório
Campo obrigatório
Campo obrigatório
  • Cálculo Trabalhista
  • Certificado Digital
  • Imposto de Renda (IRPF)
  • Folha Doméstica
  • BPO Financeiro
  • Legalização de Empresas
  • Assessoria Trabalhista
  • Departamento Fiscal
  • Departamento Contábil
  • Assessoria Contábil
  • Outros Assuntos
Campos Obrigatórios
Campo obrigatório