Atendimento

(11) 2372-6352

Inscrições abertas para 6.640 vagas em órgãos federais

Inscrições abertas para 6.640 vagas em órgãos federais

Desafios e Conteúdos Diferenciados:

A prova do CNU representa um novo desafio para todos os candidatos, abordando temas diversos. Segundo o professor de Informática e TI em cursos preparatórios, Deodato Neto, as matérias incluem aspectos como diversidades, políticas públicas e a transparência da Inteligência Artificial. Esses são conteúdos que não eram comumente cobrados em concursos anteriores, oferecendo a candidatos iniciantes a oportunidade de preparação bem-sucedida.

Expressivo Número de Vagas e Foco:

O CNU se destaca pelo número expressivo de vagas, aproximadamente 7.000 no total. No entanto, é aconselhável que os candidatos evitem dispersar seus esforços. O professor destaca que, para aumentar as chances de aprovação, é crucial ter um foco específico. O bloco com mais vagas é o 4, destinado ao cargo de auditor fiscal do trabalho. Os candidatos podem escolher focar em vários concursos, desde que na mesma área.

“Se o candidato focar determinada área, ele aumenta muito as chances de aprovação”, aconselha Deodato. Quanto aos editais, o professor sugere que é melhor focar na estrutura básica, geralmente o que mais é cobrado nas provas: português, direito constitucional, direito administrativo, informática e raciocínio lógico.

Regras e Cronograma do Concurso:

Os interessados podem realizar a inscrição pelo site da Fundação Cesgranrio, organizadora da seleção, até 9 de fevereiro. O concurso é dividido em oito blocos temáticos, sendo sete de nível superior e um de nível médio. O cronograma inclui diversas etapas, com a aplicação das provas em 5 de maio, simultaneamente em 220 cidades.

Diversificação das Provas e Oportunidades de Inscrição:

As provas abrangem diferentes áreas de conhecimento, e os candidatos podem se inscrever em apenas um bloco temático. A ordem de preferência indicada no momento da inscrição é classificatória. Mesmo se aprovado em mais de um cargo, o candidato será alocado conforme a ordem de preferência. Haverá lista de espera para aqueles não aprovados na primeira opção, com chamamentos a cada seis meses.

Critérios e Cotas:

Os critérios de desclassificação incluem aproveitamento inferior a 40% da pontuação nas provas objetivas e nota zero na redação. As políticas de cotas serão aplicadas por especialidades, reservando 5% das vagas para pessoas com deficiência, 20% para pessoas negras e 30% para indígenas nos cargos da Fundação Nacional do Índio (Funai).

Vagas por Órgão:

Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI): 1.480
Ministério do Trabalho e Emprego (MTE): 900
Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra): 742
Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE): 620
Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) e Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet): 520
Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai): 502
Advocacia Geral da União (AGU): 400
Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS): 310
Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI): 296
Ministério da Saúde: 220
E demais órgãos com suas respectivas vagas.
O CNU se apresenta como uma oportunidade significativa para quem busca ingressar no serviço público, oferecendo uma variedade de vagas e a possibilidade de escolha de blocos temáticos de acordo com a afinidade do candidato.

Fonte original do artigo

Compartilhe

Precisa organizar sua contabilidade?

Fale Conosco

Success
Formulário enviado com sucesso!
Campo obrigatório
Campo obrigatório
Campo obrigatório
  • Cálculo Trabalhista
  • Certificado Digital
  • Imposto de Renda (IRPF)
  • Folha Doméstica
  • BPO Financeiro
  • Legalização de Empresas
  • Assessoria Trabalhista
  • Departamento Fiscal
  • Departamento Contábil
  • Assessoria Contábil
  • Outros Assuntos
Campos Obrigatórios
Campo obrigatório