Atendimento

(11) 2372-6352

Entenda as diferenças e seu impacto na aposentadoria e FGTS

aposentadoria e FGTS

1. O que é PIS?

O PIS (Programa de Integração Social) é um benefício social concedido a trabalhadores inscritos no programa do Governo Federal. Criado em 1970, o PIS busca integrar o empregado ao desenvolvimento da empresa. O número do PIS é gerado no primeiro emprego, cadastrado pela empresa no Documento de Cadastramento do NIS (DCN).

O PIS corresponde ao 13º salário do trabalhador, equivalendo ao pagamento de um salário mínimo. Condições como estar cadastrado há pelo menos 5 anos, ter recebido até dois salários mínimos no ano anterior e ter trabalhado 30 dias no ano-base são necessárias para receber o benefício.

Todos os empregados de empresas privadas possuem a inscrição no PIS, mesmo quando não estão ativos. Esse número é essencial para consultas e saques de benefícios administrados pela Caixa Econômica Federal, como Seguro-Desemprego, FGTS e abono anual do PIS.

2. PIS e NIS são a mesma coisa?

Sim, o PIS e o NIS (Número de Identificação Social) são o mesmo número. A diferença está na forma como são gerados. O PIS é gerado no primeiro emprego, enquanto o NIS é gerado pelo Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) da Caixa, sendo uma inscrição para benefícios sociais do Governo Federal.

Se um cidadão que sempre trabalhou na rede privada é aprovado em algum concurso público, não é necessário alterar a documentação, pois a inscrição PIS é utilizada também como NIS.

3. O que é PASEP?

O PASEP (Programa de Formação do Patrimônio Servidor Público) é semelhante ao PIS, mas é destinado a servidores públicos. Ambos têm o mesmo número do NIS, e o cadastramento é feito com a assinatura da carteira de trabalho, assim como no NIS.

4. O que é NIT?

O NIT (Número de Identificação do Trabalhador) é destinado a trabalhadores autônomos ou sem vínculo empregatício formal. Pode ser obtido na Previdência Social e é utilizado para recolhimento do INSS. Se um contribuinte já tem PIS/PASEP e começa a trabalhar como autônomo, o empregador deve cadastrar o funcionário no PIS, e a inscrição PIS se torna uma inscrição NIT.

5. Contribuições e Aposentadoria: Fique Atento!

Independentemente da aposentadoria desejada, é crucial acompanhar os registros de vínculos de trabalho e benefícios recebidos ao longo dos anos. Contribuir para o INSS de forma adequada e compreender o significado de cada sigla são passos essenciais para garantir um cálculo preciso e uma aposentadoria tranquila.

Fique atento às condições específicas de cada benefício e busque informações atualizadas para garantir que você esteja no caminho certo em relação à sua aposentadoria e benefícios sociais.

Fonte original do artigo

Compartilhe

Precisa organizar sua contabilidade?

Fale Conosco

Success
Formulário enviado com sucesso!
Campo obrigatório
Campo obrigatório
Campo obrigatório
  • Cálculo Trabalhista
  • Certificado Digital
  • Imposto de Renda (IRPF)
  • Folha Doméstica
  • BPO Financeiro
  • Legalização de Empresas
  • Assessoria Trabalhista
  • Departamento Fiscal
  • Departamento Contábil
  • Assessoria Contábil
  • Outros Assuntos
Campos Obrigatórios
Campo obrigatório